Clube de Leitura: o livro do mês de outubro e uma dor

Enquanto eu escrevia o último post que fala sobre vida, nascimentos, meu pai fez a passagem repentinamente no Brasil, hoje faz seis dias. Não tenho muito ânimo, estou vivendo os dias mais tristes da minha vida, mas vim aqui deixar a próxima obra a ser lida, escolhida por votação: Dublinenses, de James Joyce. Essa Terra, de…

Sobre estes anúncios

Resenha: “Antes que eu morra”, de Luis Erlanger, por Luis Erlanger!

Uma curiosidade corrente em muitos leitores é saber o que pensa o escritor sobre o próprio livro. Essa resenha mata um pouquinho a nossa curiosidade, já que foi feita pelo próprio pai da obra! No nosso Clube de Leitura eu escolhi a obra de Luis Erlanger como uma das nossas opções para a próxima leitura ( corra…

Resenha: “Alabardas”, o último livro de José Saramago

Alabardas, alabardas, espingardas, espingardas está aqui na mão, acabou de sair do forno pela Porto Editora, o último romance inacabado do escritor português José Saramago (Azinhaga, 16/11/1922 – Lanzarote, 18/06/2010). Esse livro entrou nas livrarias de Portugal hoje, mas eu já o tinha há dois dias, e eis aqui a resenha no Falando em Literatura em primeira mão! Para…

Clube de Leitura: fracasso absoluto

Se eu estou surpresa? Não. Quando eu fiz a proposta do Clube de Leitura há mais de um mês, escolhi um livro muito curto, fácil por se tratar de literatura informativa, e grátis, mesmo assim as pessoas que se comprometeram não enviaram as resenhas, sequer um parecer. Se eu fiquei chateada? Não. Nós vivemos numa…

Resenha: “Casa de bonecas”, de Henrik Ibsen, baixe a obra grátis

Vamos agilizar nossas leituras? Acumulou tudo, não é? Então vamos, falta pouco para terminar o ano! Quem ama literatura não vai deixar de se emocionar com esse tesouro: o manuscrito original de “Casa de bonecas” (1879), do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen (Skien, 20/03/1828 – Oslo, 23/05/1906). Ibsen é o dramaturgo mais importante da Noruega, influenciou…

Resenha: “O grito”, de Paulo Guerra

O sonho/ é uma conversa/ clara (“Regresso quente ao combate”, Paulo Guerra) Frio na barriga quando um autor desconhecido me envia um livro. Como já comentei outras vezes, 99% não são de qualidade. Não é o caso de “Grito”, do jovem poeta Paulo Guerra (Jacareí, São Paulo- 04/12/1992). Ufa! A vida é muito curta para perder…