Livros banidos

O jornal “Los Angeles Times” fez uma lista com os livros mais rejeitados dos últimos anos, segundo a Associação de Bibliotecas Americanas. Livros e as razões de suas exclusões em escolas e bibliotecas públicas americanas:

1. “And Tango Makes Three”, de Peter Parnell e Justin Richardson, o livro conta uma história real que aconteceu no zoológico do Central Park, onde um cuidador notou que dois pinguins machos eram um casal. Eles chocaram um ovo de um outro casal de pinguins e criaram Tango. Foi impugnado por ser inadequado para a idade, por ferir a religiosidade e por tratar da homossexualidade. Está na lista dos “livros mais questionados” há 6 anos.

Imagem

2. “O diário absolutamente verdadeiro de um índio a tempo parcial”, por Sherman Alexie: linguagem ofensiva, racismo, a educação sexual, sexualmente explícito, inadequado para o grupo de idade, violento.

Imagem

3.”Um Mundo Feliz”, de Aldous Huxley: a insensibilidade, linguagem ofensiva, racismo, sexo explícito.

4. “Crank”, por Ellen Hopkins: drogas, linguagem ofensiva, sexualmente explícito, a autora contou a história da filha dependente química. O livro foi proibido em vários lugares.

5.”Os jogos da fome”, de Suzanne Collins: sexualmente explícito, inadequado para menores, muita violência.

6. “Lush”, por el amigo de Natasha: drogas, linguagem ofensiva, sexualmente explícito, inadequado para menores.

7. “O que minha mãe não sabe”, por Sonya Sones: sexismo, sexualmente explícito, inadequado para menores.

8. “Nickel e Dimed: On (Not) Getting By In America”, ​​de Barbara Ehrenreich: drogas, linguagem inexata, ofensiva, ponto de vista político, ponto de vista religioso.

9. “Vozes da Revolução”, editado por Amy Sonnie: homossexualidade, sexo explícito.

10. “Twilight”, de Stephenie Meyer: violento do ponto de vista religioso.

O principal motivo das exclusões é por questões de moral religiosa. Fingir que as coisas não existem não vão fazer com que desapareçam. Um desses livros chamou- me bastante a atenção, “Nickel and Dimed”, porque denuncia a pobreza americana, essa que está bem longe do “sonho americano” de prosperidade e de riqueza, onde milhares de americanos trabalham ganhando salários de miséria e em condições estafantes. A autora decidiu entrar nesse mundo, trabalhar como esses americanos e contou tudo nesse livro depois. Resultado: banido.
 Você leu algum desses livros? Concorda com os motivos para serem banidos?
About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s