O que você faz com os livros que não quer mais?

Eu sempre dôo. Os últimos, cerca de 50 livros, doei para a Biblioteca Municipal de Arroyomolinos (Madri); também já distribui entre amigos e uma  vez no Brasil vendi alguns livros de teoria da literatura, antes de vir morar na Espanha. Coloquei um anúncio na Internet e veio uma colega buscá- los. Livros inclusive com autógrafo dos autores, como Massaud Moisés, um teórico de literatura.

Agora tenho uma nova remessa que quero e preciso me desfazer. Alguns são livros para colecionadores, como a série de “Conan”, do meu marido. Resolvi que tudo o que não é lido tem que ir embora para liberar espaço. Nesse sentido os e-books são superiores, pois não ocupam espaço e sao ecológicos.

Novamente vou recorrer à Internet, vamos ver se funciona.

E então, o que você faz com os livros que já leu e não quer mais?